Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

País

Demora na liberação de corpo pode adiar enterro de Campos, previsto para domingo

Agência Brasil

O governo de Pernambuco informou que será sepultado domingo (17), às 16h, no Cemitério Santo Amaro, o corpo do ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência da República Eduardo Campos. A assessoria do governo teme, porém, que trâmites burocráticos na liberação dos corpos em São Paulo inviabilizem o sepultamento na tarde de domingo.

O atraso na chegada dos restos mortais de Campos e dos quatro assessores dele, que também morreram no acidente aéreo de ontem (13) em Santos (SP), pode inviabilizar o sepultamento nesse dia, porque a intenção é fazer pelo menos um dia de velório coletivo no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual. A previsão inicial de chegada dos corpos ao Recife é sábado (16) de manhã. O governador de Pernambuco, João Lyra Neto, viajou na manhã desta quinta-feira para São Paulo para tentar acelerar os trâmites para traslado dos restos. 

Por decisão da família, o corpo de Eduardo será enterrado no túmulo onde foram sepultados o avô, Miguel Arraes (ex-governador de Pernambuco, que também morreu em um dia 13 de agosto, há nove anos), e um tio do candidato, Carlos Augusto Arraes de Alencar.

Em frente ao Palácio do Campo das Princesas, o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, celebrará missa campal de corpo presente, da qual poderão participar os admiradores do candidato.As ruas próximas ao palácio do governo foram interditadas na tarde de hoje para que funcionários da prefeitura façam a poda de árvores e preparem o local para receber o velório de Eduardo Campos e dos quatros assessores.No Cemitério Santo Amaro, o número de visitantes aumentou desde que foi confirmada a morte do ex-governador. As ruas próximas também estão sendo preparadas para a cerimônia fúnebre, com cerca de 200 funcionários municipais cuidando da poda de árvores, troca de lâmpadas e reparos em buracos.

Tags: Campos, candidato, eduardo, morte, presidência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.