Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

País

Especialistas dizem que o jato do acidente de Eduardo Campos era seguro

Cessna Citation 560 XL é um dos modelos mais populares para voos executivos

Jornal do Brasil

O jato Cessna Citation 560XL, prefixo PR-AFA, que transportava o candidato à presidência Eduardo Campos, na manhã desta quarta-feira, é um dos modelos mais populares vendidos no mundo. A aeronave saiu do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, em direção ao Guarujá, em São Paulo, mas acabou sofrendo um acidente e caiu em Santos, litoral de São Paulo.

Especialistas afirmam que a aeronave, que tem capacidade para 12 passageiros, é segura e tem equipamentos sofisticados para lidar com situações adversas. No entanto, diversos fatores podem ter influenciado a queda da aeronave.

“A queda pode ser causada por uma combinação de fatores”, explica Moacir Duarte, pesquisador sênior do Grupo de Análise de Risco Tecnológico e Ambiental da Coppe –UFRJ. Segundo o especialista as imagens divulgadas do avião indicam que a queda foi de alto impacto. “Nas fotos não é possível identificar partes do avião. Quanto mais forte a velocidade maior a quantidade de fragmentos. Era uma boa aeronave e acho muito difícil que apenas o fator do tempo possa influenciar nesse acidente”, afirma.

Lançada em 1996, a aeronave pode alcançar uma velocidade de até 890km/h. “Essa aeronave é extremamente segura e tem uma performance similar a um Boeing ou um airbus” aponta Paulo Villas Boas, professor da Faculdade de Ciências Aeronáuticas da PUC do Rio Grande do Sul.  "É muito cedo para saber o que efetivamente aconteceu, até pra formular uma hipótese.  O tempo pode ter sido um dos fatores, mas não o único. Uma sucessão de outros eventos podem ter levado ao acidente". 

Assim como Villas Boas, Paulo Celso Greco Júnior, do Departamento de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos da USP, destaca que a aeronave era segura e que fatores além da condição do tempo podem ter interferido no acidente. “O modelo é uma aeronave sofisticada com equipamentos que tem uma grande capacidade de operar em situações adversas, mesmo as versões mais básicas tem um equipamento com condições seguras”.

Aeronave fazia parte da frota da TAM

A jato Cessna Citation 560XL, lançado no ano de 1996, é um bimotor de porte médio lançado pela Cessna Finance Corportation, em Kansas, nos Estados Unidos. Apontada como a empresa proprietária da aeronave que levava o candidato do PSB, Eduardo Campos, a Global Aviation emitiu uma nota desmentindo o fato. Na nota a empresa esclarece "que a aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que está sendo divulgada pela imprensa, não fazia parte de sua frota"

No entanto, a assessoria da TAM - confirmada como a responsável pelo gerenciamento dos negócios da empresa Cessna Finance Corportation no Brasil - procurada pelo JB para comentar o caso emitiu uma nota: “A TAM Aviação Executiva somente se pronunciará  sobre o acidente  com o avião prefixo PR-AFA após a conclusão das investigações pelos órgãos competentes. A empresa está à disposição para prestar total auxilio às autoridades durante o processo”. O motivo da queda da aeronave ainda não foi confirmado.

Tags: acidente, aeronave, Eduardo Campos, jato, Santos, são paulo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.