Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

País

Oposição não foi impedida de questionar diretores da Petrobras, diz ministro

Agência Brasil

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse  (5) que não compete ao governo explicar as denúncias sobre a antecipação da lista de perguntas que seriam feitas a diretores da Petrobras durante depoimentos na comissão parlamentar de inquérito (CPI) do Senado que investiga denúncias de irregularidades na estatal.

Carvalho disse que os senadores da oposição não foram impedidos de questionar os diretores e que “têm de prestar contas ao povo” pelas perguntas que não fizeram.

“O grave teria sido se houvesse alguma obstrução a eventuais perguntas que a oposição poderia ter formulado. Se a oposição tivesse sido tolhida no seu exercício de fazer perguntas e investigar a Petrobras, aí sim a democracia poderia ter sido prejudicada”, disse o ministro, que concordou com a presidenta Dilma Rousseff na avaliação de que compete ao Congresso Nacional dar explicações sobre o assunto.

O presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), pediu que a Polícia Federal apute as denúncias e solicitou abertura de sindicância interna.

Para Carvalho, não houve restrição ao questionamento de nenhum parlamentar durante os depoimentos. “Só haveria farsa se houvesse a impossibilidade de qualquer senador fazer qualquer pergunta que quisesse. Tem que se perguntar à oposição porque ela deixou de fazer as perguntas que acha que deviam ter sido feitas”, avaliou.

Tags: comissão, estatal, inquérito, parlamentar, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.