Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

Ativistas presos em SP não tinham explosivos, diz perícia

Portal Terra

Perícia feita pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), da Polícia Militar, e do Instituto de Criminalística, da Polícia Científica Civil, aponta que os objetos encontrados com os manifestantes detidos no último dia 23 de junho em protesto contra a Copa do Mundo em São Paulo não eram explosivos. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, os objetos não são nem inflamáveis. Os artefatos foram usados pela polícia para convencer a Justiça de que os manifestantes deveriam ser presos.

A perícia aponta que os materiais encontrados com o estudante e funcionário da Universidade de São Paulo (USP) Fábio Hideki Harano e o professor de inglês Rafael Lusvarghi - presos há 43 dias sob acusação de liderarem protestos violentos contra o Mundial - não tinham qualquer tipo de substância explosiva e/ou inflamável. 

O advogado de Harano, Luiz Eduardo Greenhalgh, afirmou que pedirá à Justiça que reconsidere a prisão dos réus. A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) afirmou que as denúncias não se baseiam só em objetos apreendidos com os ativistas. 

Tags: manifestante, objeto, prisão, prova, são paulo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.