Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

País

Parte de prédio desaba em área nobre do Recife

Portal Terra

Parte de um edifício desocupado desabou na manhã desta sexta-feira no bairro de Boa Viagem, zona sul do Recife. O prédio Emílio Santos é do tipo caixão, ou seja, o primeiro andar fica no chão. A edificação tinha sido interditada em maio do ano passado pela Defesa Civil do município. Na época, a grande quantidade de rachaduras apontou risco iminente de desabamento. A estrutura tinha 4 andares, 3 blocos e 32 apartamentos.

Segundo os vizinhos, barulhos muito fortes foram ouvidos por volta das 4h da madrugada. Momentos depois um lado inteiro do prédio veio abaixo. Ninguém ficou ferido e nenhum edifício nos arredores foi afetado.

O edifício Emílio Santos foi construído em 1990 e desde 2008 estava condenado pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep). Na época um laudo técnico já apontava alto risco de desabamento da estrutura.

Os problemas com edifícios caixão são antigos na região metropolitana de Recife, que possui 5.300 mil edificações desse tipo. Segundo o Itep, desse total, 4.770 edifícios, ou seja, cerca de 90% tem riscos de desabamento. Já 340 edificações da Região Metropolitana apresentam risco muito alto. Dessas, 230 continuam habitadas. Estão interditados, 111 prédios caixão da região metropolitana, 12 já ruíram total ou parcialmente. Nos últimos 36 anos, por conta de desabamentos de prédios, 37 pessoas morreram. 

Tags: capital, Centro, Desaba, edifício, pernambucana

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.