Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

País

PT paulista defende expulsão de deputado acusado de ligação com PCC

Agência Brasil

A Comissão Executiva do PT de São Paulo aprovou hoje (31), por unanimidade, parecer favorável à expulsão do deputado estadual Luiz Moura, acusado de envolvimento com o Primeiro Comando da Capital (PCC) e também de causar danos à imagem do partido. No entanto, a decisão sobre a situação de Moura só será tomada amanhã (1º) pelo Diretório Regional do PT.

O presidente regional do partido, Emídio de Souza, informou que já convocou o diretório e espera que os integrantes do colegiado referendem a decisão tomada hoje pela Executiva. Ele deixou claro que só o diretório estadual pode expulsar o deputado.

Segundo o dirigente petista, Luiz Moura teve amplo direito de defesa e de apresentar o contraditório. “Garantimos a ele o mais amplo direito de defesa. Ele foi ouvido por uma comissão, pela bancada e pela Executiva”. Emídio de Souza lembrou que o deputado poderia apresentar, até ontem (30), oito testemunhas de defesa, mas não apresentou nenhuma.

“Ontem, ele [Luiz Moura] encaminhou documento pedindo a anulação do processo dele. A decisão da Executiva está tomada e espero que seja confirmada amanhã", disse Souza. Para ele, cabe  aos partidos políticos "filtrar" aqueles que militam nas legendas. “Nós não temos tolerância com qualquer malfeito”, afirmou.

Tags: deputado, expulso, gangue, partido, trabalhadores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.