Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

País

Campos defende construção de moradias para combater desigualdade social

Agência Brasil

O candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), inaugurou hoje (28), ao lado da vice-candidata Marina Silva, comitê eleitoral na comunidade do Jardim Aliança, em Osasco, na Grande São Paulo. Questionado sobre o que pretende fazer para combater a desigualdade social e facilitar o acesso à moradia digna, Eduardo Campos disse que seu plano de governo prevê a construção de 4 milhões de casas, além da reurbanização de áreas onde foram erguidas moradias e legalização da posse dos imóveis. “Aqui percebemos, claramente, a falta de política habitacional no país, o quanto o novo urbanismo, que é um eixo central de nosso programa, é necessário”, disse, complementando que os locais onde vivem pessoas de baixa renda são formados “muitas vezes por pessoas fugindo do desemprego de regiões onde não tem uma dinâmica econômica “.

No local, onde foi inaugurado o comitê, mora o casal Edivaldo e Maria da Paixão, que cedeu a casa para a campanha do candidato, que fica situada à beira de um córrego de escoamento de esgoto.

Eduardo Campos voltou a criticar a atual taxa de inflação. “Nos últimos anos, o país parou de crescer, a inflação voltou e são movimentos que só fazem aumentar a exclusão”.

Sobre as enchentes, problema recorrente na região, o candidato afirmou que irá tratar por meio de um programa de prevenção de desastres.

Quanto à reivindicação por mais segurança, o candidato informou que pretende criar um pacto pela segurança pública, envolvendo os mais variados segmentos da sociedade, incluindo igrejas, escolas, o Ministério Público, o Judiciário, medidas de tratamento para dependentes químicos e uma ação para enfrentar o tráfico internacional de drogas.

Tags: candidatos, casas, presidencial, PSB, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.