Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

País

Patrimônio de candidatos ao governo cresce até 1.110%

Fortuna dos nove mais ricos passou de R$ 127,5 milhões para R$ 281,2 milhões

Portal Terra

O aumento médio do patrimônio dos nove candidatos a governador mais ricos do país nos últimos quatro anos foi de 281%, segundo levantou o Terra com base no que declararam à Justiça Eleitoral. Entretanto, existem casos como o do senador Armando Monteiro (PTB-PE), que concorre ao governo de Pernambuco e cuja fortuna subiu 1.110% no período em que atuou no Senado.

De acordo com os dados informados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o patrimônio somado destes políticos passou de R$ 127,5 milhões, em 2010, para R$ 281,2 milhões neste ano. No caso do senador Armando Monteiro, seus bens passaram de R$ 1,2 milhão, em 2010, para R$ 14,9 milhões em 2014, 1.110% no período em que ele atuou como senador. 

Em sua declaração de bens de 2010, a maior parte do patrimônio de Monteiro era proveniente de ações e quotas de empresas, que somavam R$ 694,8 mil. A mais valiosa era a Cia Geral de Melhoramentos em Pernambuco, declarada com valor de R$ 518.744,65. Ele possuía ainda R$ 511,8 mil em automóveis e imóveis - com uma Toyota Hylux, 2004, de R$ 199,3 mil. Atualmente, o modelo mais caro deste veículo custa R$ 189,6 mil, segundo o site da montadora. Na época ele afirmou ainda ter R$ 25,7 mil em suas contas bancárias.

De lá para cá, a declaração de bens de Monteiro foi praticamente a mesma, com a diferença de que seu dinheiro investido em aplicações e disponível no banco aumentou 530 vezes em relação ao que ele possuía em 2010: passou de R$ 25,7 mil para R$ 13,6 milhões, em quatro anos.

Sandoval Lobo Cardoso (SD) que disputa o governo de Tocantins, é o segundo candidato ao governo que mais elevou seu patrimônio desde as últimas eleições. Seus bens aumentaram de R$ 2,4 milhões, em 2010, para R$ 14,1 milhões neste ano, de acordo com o que declarou à Justiça Eleitoral.

Em 2010, quando se elegeu a Deputado Estadual pelo PMDB, a maior parte dos bens de Cardoso estava concentrada em 1.988 cabeças de gado (R$ 1.431.360,00) e propriedades avaliadas em R$ 842,2 mil.

De lá para cá, seu patrimônio em imóveis e veículos aumentou para R$ 6,5 milhões, sete vezes mais que há quatro anos. Junto a isso, ele diz possuir três vezes mais cabeças de gado, com um rebanho de 7.203 animais, avaliados em R$ 7,2 milhões. O dinheiro disponível em bancos também aumentou de R$ 120 mil para R$ 460 mil.

Vanderlan Vieira Cardoso (PSB), que disputa o governo goiano, é o terceiro candidato a governo estadual com maior aumento patrimonial nestes últimos quatro anos. Sua fortuna passou de R$ 5,6 milhões para mais de R$ 30 milhões (432%). Quando concorreu sem sucesso ao Executivo estadual goiano em 2010 pelo PR, a maior parte de seus bens estavam divididos em quotas de empresas (R$ 1,7 milhão), créditos a receber (R$ 2,6 milhões) e outros R$ 2,4 milhões em imóveis.

Já em 2014 ele declarou à Justiça que suas quotas de empresas caíram 15% (R$ 1,4 milhão) e na sua lista de imóveis foram incluídos uma fazenda e dois lotes que somam R$ 40 mil. O maior crescimento foi de dinheiro oriundo de créditos a receber, poupança, investimentos e valores disponíveis no banco, que totalizam mais de R$ 25 milhões, 10 vezes mais que em 2014.

Lista dos nove candidatos a governador mais ricos do país
Lista dos nove candidatos a governador mais ricos do país

Candidato ao governo mais rico 

Na campanha que o elegeu ao Senado pelo PMDB do Ceará, Eunício Lopes de Oliveira declarou possuir patrimônio de R$ 36,7 milhões. Quatro depois, ele figura como o candidato ao governo mais rico do Brasil, com uma fortuna que cresceu 170% neste período, chegando a mais de R$ 99 milhões.

Seus imóveis e demais propriedades declaradas com o valor de R$ 12,5 milhões há quatro anos aumentaram em quantidade e valor, chegando a R$ 44,6 milhões divididos em 122 propriedades. Já o número de empresas das quais ele possui quotas é um terço do que era em 2010 - entretanto, o valor delas é 49,56% maior, passou de R$ 22,6 milhões para R$ 33,8 milhões.

Mas o maior crescimento de sua fortuna é verificado nos investimentos, aplicações e saldos bancários do senador. O montante atual é 13 vezes maior que o declarado na campanha de 2010, aumentou de R$ 1,5 milhão para R$ 20,4 milhões.

Tags: eleitoral, governadores, riqueza, superior, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.