Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

País

Ex-Polegar Rafael Ilha é transferido para presídio no Paraná

Portal Terra

O ex-cantor do grupo Polegar Rafael Ilha, preso em Foz do Iguaçu (PR) com armas e munição, foi transferido na manhã desta terça-feira para a Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu 2. De acordo com a Polícia Federal, a mulher de Rafael, que também foi detida, deverá ser levada ainda hoje para a cadeia pública Laudemir Neves, também em Foz do Iguaçu.

O casal foi preso na tarde de ontem com uma espingarda 12 milímetros, 50 munições e uma arma de choque. Os dois voltavam do Paraguai em duas moto-táxiA mulher do artista, que estava com as armas, foi abordada por uma servidora da Receita Federal e tentou fugir. Diante disso, o artista confirmou que os artefatos eram dele. Eles foram presos pela Polícia Federal na aduana sob a acusação de tráfico internacional de armas. 

Ilha coleciona problemas com a Justiça. Em 1998 ele foi preso pela primeira vez, acusado de tentativa de assalto. Na época, ele roubou um vale-transporte e R$ 1 de uma mulher em São Paulo. Depois de mais três prisões - duas delas por porte de cocaína -, o cantor engoliu uma caneta, isqueiros e uma pilha durante uma famosa crise de abstinência. Tempos depois, ele voltou a engolir pilhas. 

Em 2005, Ilha foi detido com uma arma calibre 380. Três anos depois, ele passou 17 dias preso, acusado de tentativa de sequestro.  Em abril de 2013, Rafael, que enfrentou sérios problemas com as drogas, falou sobre o vício em um programa de TV: "Fumava cerca de 60 pedras de crack por dia. Tive 10 overdoses. De todas as drogas que já experimentei, o crack é a mais devastadora". 

Tags: Armas, ex-cantor, mulher, munição, prisão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.