Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

Janot: pedido de extradição de Pizzolato será julgado dia 28 de outubro

Jornal do Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anunciou nesta sexta-feira (18) que a Justiça italiana marcou para o dia 28 de outubro o julgamento do pedido de extradição de Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil condenado a 12 anos e 7 meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão 

Pizzolato fugiu do Brasil, mas foi preso em fevereiro, na cidade de Maranello, na Itália, por uso de documento falso. O governo brasileiro pede que ele seja extraditado para cumprir a pena no país.

O ex-diretor do BB começou a ser julgado na Itália no dia 5 de junho, mas a sessão foi suspensa para que a defesa de Pizzolato analisasse documentos apresentados pelo Ministério Público sobre as condições dos presídios no Brasil.

Janot disse que o Brasil apresentou à Justiça italiana documentos que comprovam que o presídio da Papuda, no Distrito Federal, e as penitenciárias de Santa Catarina, onde Pizzolato tem domicílio, têm condições de abrigar o ex-diretor do Banco do Brasil em condições que “respeitam os direitos humanos”.

Enquanto corre o processo de extradição, Pizzolato segue detido no presídio Sant’Anna di Modena.

Em maio deste ano, a Justiça italiana rejeitou o pedido do ex-diretor do Banco do Brasil de aguardar em liberdade a decisão sobre o processo de extradição. Pizzolato poderá recorrer da decisão que for tomada pelo tribunal em outubro.

Tags: banco, brasil, condenação, diretor, itália, julgamento

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.