Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

País

Desembargador mantém suspensão de comercial com Tiririca

Portal Terra

O juiz auxiliar da propaganda, desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin, decidiu, nesta sexta-feira, manter a suspensão de um comercial de um site de vendas na qual aparece o deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), o Tiririca. A decisão já havia sido feita na terça-feira, mas apenas em caráter liminar. O pedido foi feito pelo próprio PR contra a agência de publicidade.

Segundo o desembargador, o comercial fere a igualdade e a isonomia entre os candidatos, pois é divulgado em período eleitoral. Tiririca tenta a reeleição no pleito deste ano.

Na peça publicitária, Tiririca aparece representando uma “caixa térmica” e começa a reclamar: “Larga essa mocréia excelentíssimo abestado, fica sendo mandado por essa mulher véia, nojenta, véia aí, descola parasita. Leva eu, leva eu, vamo pra balada, vamo pra balada, eu adoro balada, vamo pra balada”. A atriz do comercial, então, “apaga” Tiririca, mostrando que acabou de fazer a venda do produto.

O PR alega que a campanha foi gravada em janeiro e que Tiririca não sabia qual seria a data da veiculação. O bomnegócio.com afirma que aguardará a notificação do órgão para tomar as devidas providências. Em nota, a empresa também afirmou que, para a atual campanha, "pensou em artistas, famosos por suas atitudes originais, que pudessem emprestar suas personalidades para explicar o que é um bom negócio".

"O comercial com o Tiririca segue o mesmo conceito que os anteriores, com a Narcisa Tamborindeguy, o Sergio Mallandro e Compadre Washington, por exemplo. Para o bomnegócio.com, o humor característico dessas personalidades aliado à forma como elas atuam, torna muito claro para o público a proposta do site", disse a empresa no comunicado.

Tags: eleitoral, humor, justiça, propaganda, veto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.