Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

Datafolha: Dilma tem 36%, contra 20% de Aécio e 8% de Campos

Jornal do Brasil

Pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira aponta que a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, tem 36% das intenções de voto, contra 20% de Aécio Neves (PSDB) e 8% de Eduardo Campos (PSB). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Pastor Everaldo (PSC) aparece com 3% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 13%; indecisos, 14%.

Zé Maria,  Luciana Genro, Eduardo Jorge, Rui Pimenta e Eymael tiveram 1%. Levy Fidelix não atingiu 1%.

O Datafolha também fez simulações para um eventual segundo turno. Se a disputa fosse entre Dilma e Aécio, a atual presidente venceria com 44%, contra 40% do tucano. Votos brancos e nulos, 10%; indecisos, 5%.

Já se a eleição fosse entre Dilma e Eduardo Campos, a petista teria 45%, contra 38% do socialista. Brancos e nulos, 11%; indecisos, 6%.

O Datafolha ouviu 5.377 eleitores entre quarta e quinta-feira.

>> Eleições: nova pesquisa pode alterar o humor do Palácio do Planalto

>> A vontade de enganar quando o interesse financeiro é o objetivo dos enganadores

Na pesquisa Datafolha realizada no início do mês, a presidente Dilma Rousseff (PT) recuperou pontos na corrida presidencial ao longo de junho - mês de realização da maior parte da Copa do Mundo - e teria 38% das intenções de voto, índice que mostra avanço na comparação com pesquisa realizada na primeira semana de junho (quando 34% optavam pela petista) e estabilidade quando comparado aos resultados obtidos no início de maio (37%) e abril (38%). A preferência por seu nome ainda era inferior à obtida no início de fevereiro (44%), no primeiro levantamento realizado pelo Instituto Datafolha em 2014.

O adversário mais próximo de Dilma, Aécio Neves (PSDB), ficou estável entre junho e julho, oscilando de 19% para 20%. Em maio, o tucano também era apontado por 20%. Ele é seguido por Eduardo Campos (PSB), cujas intenções de voto haviam caído de 11% para 7% entre maio e junho e agora também mostram recuperação, alcançando 9%.

A candidatura do pastor Everaldo Pereira (PSC) seguia estável, com 4%, e em seguida apareciam José Maria (PSTU), com 2%, e Luciana Genro (PSol), Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB), com 1% cada. As intenções de voto em Eymael (PSDC) e Levy Fidelix (PRTB não alcançaram 1%. A intenção de votar em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos apresentados recuou de 17% em junho para 13% em julho, o menor índice em 2014. A fatia dos que não opinaram teve oscilação negativa no mesmo período, de 13% para 11%.

Tags: dilma, pesquisa, planalto, PT, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.