Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

País

Documentos dos EUA trazem revelações sobre a ditadura

Portal Terra

A Comissão Nacional da Verdade (CNV) recebeu do governo norte-americano os primeiros documentos relativos à ditadura no Brasil (1964-1985). O material, até então sigiloso, foi desclassificado pelos Estados Unidos em projeto especial anunciado recentemente pelo seu vice-presidente, Joe Biden, em visita à presidente Dilma Rousseff.

Em memorandos, telegramas e aerogramas, todos com o selo que indica material confidencial, diplomatas comentaram práticas de um pedaço obscurecido da história brasileira, com relatos de torturas, mortes e condições degradantes dos presos políticos à época.

Satisfeito com a iniciativa norte-americana, o presidente da CNV, Pedro de Abreu Dallari, entende que a contribuição mais significativa dos documentos está, justamente, na referência detalhada e minuciosa destes episódios. “Alguns deles fazem referência aos métodos de tortura utilizados”, cita.

Para Dallari, o fato reforça o entendimento de que se torturou e matou em instalações militares no Brasil de forma sistemática. Ele ainda destaca a seriedade dos documentos, alegando que, à época, os EUA tinham intensa participação na vida politica brasileira e que as informações agora reveladas expressam a compreensão do que se passava no país durante a ditadura.

Sobre a continuidade dos envios, Dallari adianta que não há um cronograma estabelecido, nem a previsão de que novos documentos norte-americanos cheguem à CNV, embora esta seja a expectativa. Segundo ele, o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, adiantou que é intenção do governo dos EUA dar sequência ao projeto. “Mas é uma decisão unilateral deles”, salienta Dallari.

Tags: brasil, dilma, ditadura, documentos, EUA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.