Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

País

Testemunhas de André Vargas e Luiz Argôlo deverão ser ouvidas hoje

Agência Câmara

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados deve ouvir hoje as testemunhas de defesa do caso André Vargas (PT-PR) e testemunhas convidadas pelo relator do caso Luiz Argôlo (SD-BA). Ambos são investigados por envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso em março pela Polícia Federal por participação em esquema de lavagem de dinheiro.

O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), relator do caso André Vargas, disse que vai solicitar a dispensa de algumas testemunhas: "São pessoas lá do Paraná e aí, se a gente tiver a oportunidade da defesa, que eu acho pouco provável, de dispensar a oitiva das mesmas, a gente pode fazer dois convites e começar a elucidar o fim da instrução do nosso processo para que a gente possa ouvir o deputado André Vargas e elaborarmos o nosso voto, o nosso relatório".

O relator do caso Luiz Argôlo, deputado Marcos Rogério (PDT-RO), quer ouvir o chefe de gabinete do deputado, Vanilton Ribeiro, que teria recebido R$ 120 mil em nome do parlamentar. A outra testemunha é o comerciante de gado Júlio Gonçalves de Lima Filho, que teria recebido R$ 60 mil de Youssef para pagamento de negócios feitos com Argôlo.

Os advogados de defesa dos deputados têm afirmado que precisam primeiro ter acesso aos processos judiciais em poder do Conselho para poder orientar seus clientes.

Tags: deputado, doleiro, envolvimento, investigação, preso

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.