Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

País

Sem acordo, motoristas de João Pessoa mantêm greve

Agência Brasil

O presidente do Sindicato dos Motoristas de João Pessoa, Antônio Pádua, considerou um “absurdo” a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (TRT) de determinar que 60% dos trabalhadores continuem em atividade, durante a greve iniciada nessa segunda-feira (7).

De acordo com ele, a legislação sobre paralisações prevê que 30% dos trabalhadores mantenham os serviços essenciais. A decisão da Justiça, anunciada na noite de ontem, não declara a greve abusiva. Segundo o sindicalista, mais de 60% dos ônibus voltaram a rodar hoje, obedecendo à determinação judicial.

Depois da reunião de hoje entre o sindicato e os representantes da empresa, mediada pelo TRT, os trabalhadores decidiram manter a greve, embora o sindicato patronal tenha aumentado a proposta de aumento salarial de 6,5% para 7%. Os rodoviários pedem reajuste de 14%. “Nós diminuímos para 11%, na mesa redonda de hoje, mas nem isso eles deram”, afirmou.

Tags: capital, cobradores, motoristas, Paraíba, paralisação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.