Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

País

Campos nega divisão no PSB e diz que militância está unida                 

Portal Terra

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, disse nesta segunda-feira que o partido está unido para sua campanha e vai enfrentar as “velhas raposas da política”. Depois de se reunir com presidentes estaduais da legenda, Campos negou que exista dissidências em relação ao projeto nacional.

“Nossa militância está completamente unida, não há dissidência no partido em relação ao projeto nacional”, disse. “Vamos fazer uma campanha diferente (…) que efetivamente vai representar a possibilidade de o Brasil mudar de verdade, mudar para o futuro, aposentar as velhas raposas da política brasileira”, disse.

Na reunião, na sede do partido em Brasília, Campos alinhou com dirigentes regionais da legenda a definição da agenda da campanha. Ele negou que dissidências regionais possam dificultar o empenho dos militantes. Um dos locais sensíveis para a campanha de Campos é Belo Horizonte, onde o prefeito Márcio Lacerda (PSB) discordou da candidatura própria de Tarcísio Delgado no Estado e apoiou o candidato tucano, Pimenta da Veiga.

“O partido está unido, coeso. Em relação ao projeto nacional, estamos animados com a campanha que se iniciou ontem. A nossa militância está mobilizada, vai fazer uma campanha simples, mas que vai falar a verdade”, disse.

A partir de amanhã, Campos inicia um giro pelo Nordeste. Ele embarca ainda hoje para o Recife, onde assistirá a transmissão do jogo com a família. A previsão é que ele viaje para Fortaleza na quarta-feira e São Luís na quinta-feira. Ele deve continuar as viagens em Natal, Teresina e João Pessoa.

Casas de Eduardo e Marina 

Na reunião, Campos anunciou que sua campanha contará com o modelo de minicomitês implantados na campanha de Marina Silva em 2010, quando ficou em terceiro lugar na corrida presidencial. As “Casas de Marina”, que agora serão chamadas de “Casas de Eduardo e Marina” são ambientes abertos por militantes para auxiliar na campanha.

Eduardo Campos começou sua campanha eleitoral ontem, na comunidade do Sol Nascente, em Ceilândia, no Distrito Federal, unidade da federação onde Marina foi a mais votada para presidente. Hoje pela manhã, o pessebista foi a Águas Lindas de Goiás, no entorno do DF, cidade com índices de violência elevados. 

Tags: campanha, partidos, presidencial, PSB, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.