Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

El País: Domar o monstro

São Paulo desenha seu futuro para daqui a 30 anos de forma a melhorar a mobilidade

Jornal do Brasil

O jornal espanhol El País publicou uma matéria nesta quinta-feira (3) informando sobre o Plano Diretor aprovado esta semana pela Prefeitura de São Paulo. O conjunto de medidas e de grandes diretrizes regularão o futuro da cidade até 2030.

Um das principais normas aprovadas, informa o texto, é a previsão de construções, quase sem limites, de arranha-céus, sempre e quando coincidirem com as linhas de metrô. A intenção é que os sete milhões de automóveis que rodam diariamente a cidade não cresçam mais e sufoquem São Paulo. 

Outro ponto do Plano Diretor é erradicar por meio de proibições os chamados condomínios, nos quais os moradores contam, além de vagas ilimitadas de garagem, com piscina comum e jardins, tudo fechado e sob vigilância. A cidade, assim, segundo os urbanistas, se converte em uma sucessão de ilhas fechadas, voltadas para dentro, transformando as ruas em um vazio onde ninguém pisa jamais e só sai de carro. A Prefeitura quer que estas construções se abram para as ruas.

A reportagem também afirma que outra diretriz, uma das mais polêmicas, é regulamentar o número de vagas de garagem para cada família, buscando estimular o transporte público e resistir à invasão de automóveis. 

Tags: mobilidade, plano diretor, são paulo, Trânsito, urbanismo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.