Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

País

Dirceu deixa cadeia para 1º dia de trabalho em escritório

Portal Terra

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu saiu da cadeia nesta quinta-feira para o seu primeiro dia de trabalho em um escritório de advocacia em Brasília. A liberação ocorre após uma determinação do Supremo Tribunal Federal, que autorizou Dirceu a trabalhar fora do presídio e retornar à carceragem apenas no final do dia.

Por volta das 7h30, o ex-ministro deixou o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) e entrou em um carro. Em seu novo emprego, ele vai receber um salário de R$ 2,1 mil e terá o expediente das 8h às 18h, com uma hora de almoço. Dirceu foi autorizado a fazer apenas trabalhos internos.

Condenado no processo do mensalão do PT a sete anos e 11 meses de prisão pelo crime de corrupção ativa, Dirceu está preso desde novembro do ano passado no Complexo Penitenciário da Papuda. Ele tem proposta de emprego aprovada, com salário de R$ 2,1 mil, para trabalhar na biblioteca de um escritório de advocacia.

Primeiramente, o ex-ministro tentou obter autorização para trabalhar num hotel de Brasília, onde receberia salário de R$ 20 mil como gerente. A partir da divulgação da oferta de emprego surgiram denúncias de que o dono do hotel seria um laranja. A repercussão do caso resultou na retirada da oferta. 

Outros condenados no processo do mensalão também foram autorizados a trabalhar a partir desta quinta-feira. Valdemar Costa Neto, ex-presidente do PR, e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares já haviam trabalhado durante a pena, mas tiveram o benefício revogado pelo STF. Agora, os dois receberam a autorização para voltar ao trabalho.

Tags: dirceu, emprego, federal, Mensalão, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.