Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

País

Cercado pela PM, MPL pede fim de inquérito de manifestantes

Jornal do Brasil

Policiais militares da Tropa do Braço e da Tropa de Choque acompanharam nesta quarta-feira um ato organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL) para pedir o arquivamento de um inquérito do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) que investiga a participação de manifestantes em protestos.

O ato, que reuniu cerca de 300 pessoas na praça da Sé, foi uma espécie de assembleia para criticar a repressão da polícia, as prisões em manifestações e as demissões de rodoviários e metroviários após a realização das greves em São Paulo. O protesto terminou por volta das 17h30, de forma pacífica.

De acordo com Lucas Monteiro de Oliveira, integrante do MPL, o movimento entrada hoje com um pedido de habeas corpus contra o inquérito no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). "O objetivo desse inquérito é intimidar as pessoas e evitar que elas se mobilizem", disse. "A presença ostensiva da PM (aqui) também. A proporção é de um policial para cada manifestante".

O movimento trabalha com a possibilidade de que integrantes intimados no inquérito sejam conduzidos de forma coercitiva a prestar depoimento. "Apesar das ameaças do secretário da Segurança Pública (Fernando Grella), ninguém foi conduzido coercitivamente. Mas vamos continuar fazendo nossa denúncia pública para dizer que temos o direito de não nos manifestar", afirmou Oliveira.

Portal Terra


Tags: Atos, SP, investigação, polícia, protestos

Compartilhe: