Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

País

PSOL de Alagoas lança Heloísa Helena ao Senado

Portal Terra

A vereadora Heloísa Helena (PSOL) foi oficialmente lançada neste domingo, na disputa ao Senado com o engenheiro agrônomo Mário Agra, que concorre ao Governo de Alagoas. Nos discursos durante a convenção do partido, Heloísa pedia ajuda da militância: "As pessoas dizem que eu falo as mesmas coisas. Mas, tudo continua do mesmo jeito. Falta a reforma agrária, falta a diversidade de oportunidades no campo", disse a vereadora.

"Temos de combater a fraude do pensamento único, a farsa do que acham que são donos do Estado de Alagoas. Vamos para a disputa com uma vaga ao Senado e não cabe tergiversar. Há um laranjal podre montado pelo Fernando Collor para inviabilizar a candidatura, mas não percamos o entusiasmo pela luta política", afirmou. 

Ela disputa a vaga com o senador Fernando Collor (PTB), lançado no dia 20 pela Frente de Oposição, que tem à frente o deputado federal Renan Filho (PMDB/AL) para concorrer ao Governo.

Durante a convenção, do lado de fora da sede do PSOL, no bairro do Farol (parte alta da capital alagoana), militantes puxados por Tony Cloves, que se autointitula "o Obama do Sertão", vaiaram Heloísa Helena e trouxeram uma caravana semelhante a um pastoril.

Tony ganhou este apelido em 2010. Era candidato pelo PCB ao Governo alagoano. No debate na TV Pajuçara, afiliada da Rede Record, dizia que "ficava puto" quando o apresentador Ratinho, do SBT, dizia que o alagoano tinha de comer capim, por eleger políticos de expressão nacional vinculados a corrupção. Ocupou as primeiras colocações do Trend Topics, do twitter.

Por isso, dizia que ele é quem deveria, em 2014, ser o candidato ao Governo. "A candidatura de Mário Agra não decolou, o partido tem de pensar grande". No movimento gritava palavras de ordem e puxava o coro de vaias a Heloísa Helena o radialista Bekman Amorim. 

Em novembro de 2012, Bekman era presidente de um Fórum Nacional de Combate à Corrupção (FNCCE), de atuação desconhecida em Alagoas. 

Denunciou  com fotos o deputado estadual João Henrique Caldas (Solidariedade) por abuso de poder religioso e de uso indevido de meios de comunicação. Era um evento, das eleições de 2010, promovido pelo missionário RR Soares, no interior alagoano. 

O evento também era para comemorar o aniversário do senador Renan Calheiros. Bekman não denunciou Renan. JHC teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anulou a decisão do TRE.

O Obama do Sertão foi embora da convenção, ao saber que Heloísa e Mário Agra foram eleitos, por unanimidade, pelo PSOL.

Tags: 2014, alagoas, candidaturas, Eleições, partidos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.