Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

País

Juíza manda apreender Playboy com capa de suposta namorada de Neymar

Jornal do Brasil

A juíza Andréa Galhardo Palma, da 3ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, concedeu liminar, nesta última quinta-feira (26/6), para determinar a apreensão da edição de junho da revista Playboy, por ter publicado na capa, a foto da modelo Patrícia Jordane, com a seguinte chamada: “A morena que encantou Neymar”.

A juíza aceitou os argumentos da NR Sports - empresa que ajuizou a ação em nome do jogador da seleção brasileira e do Barcelona - segundo os quais a revista invadiu a privacidade do atleta e usou o seu nome sem a devida autorização.

“A editora, além de divulgar uma mentira sobre a vida pessoal, utilizou indevidamente o seu nome, ou seja, sem a autorização da NR Sports, empresa dos pais do atleta e única detentora dos direitos de exploração da imagem, nome e seus atributos”, informou a empresa em nota publicada em seu site na internet.

A decisão liminar - que deverá ainda ser confirmada ou não no mérito - determina a suspensão imediata da edição e venda da revista; o recolhimento dos exemplares da revista já distribuídos; e a proibição de veiculação de qualquer publicidade contendo a afirmação “a musa que encantou Neymar”.

Em caso de não cumprimento, a multa é de R$ 10 mil por dia, até o limite de R$ 100 mil — com cada revista a R$ 13, se vender 7,7 mil exemplares a Abril pode angariar o valor da multa máxima.

Tags: Copa, namorada, neymar, publicação, revista

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.