Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

País

Jornal espanhol diz que José Sarney está desgastado politicamente 

'El País' repercutiu a saída da política do primeiro presidente da redemocratização, aos 84 anos

Jornal do BrasilGisele Motta *

O jornal espanhol El País repercutiu, em reportagem intitulada 'José Sarney dice adiós a la política' nesta sexta-feira (27) a saída do primeiro presidente pós ditadura do país: José Sarney que, depois de seis décadas dedicadas à política anunciou que não irá se candidatar a reeleição no Senado por seu estado, Amapá.

José Sarney teria futuro político difícil, afirma jornal
José Sarney teria futuro político difícil, afirma jornal

“A vida política de agora não me convida a continuar e a mera convivência com quem a desempenha é um sacrifício sem finalidade”, declarou o senador, que além de político, é também escritor, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

De qualquer forma, afirma o jornal, o futuro político do presidente não era dos mais promissores: o sobrenome Sarney está desgastado tanto no Maranhão, onde nasceu e sua filha, Roseana Sarney, é governadora, quanto no Amapá, para onde se transferiu. O jornal ainda afirma que as eleições desse ano prometem estar marcadas pela rejeição ao seu grupo político e sua figura, ligada ao PMDB. 

O jornal ainda posiciona Sarney como um político importante, que passou por várias legendas, as vezes na posição e outras na oposição. Ele fez oposição ao governo de João Goulart, antes do golpe militar, apoiando o golpe e o regime que se seguiu.

Depois disso, também ajudou a conduzir a transição brasileira para a democracia, entrando como vice-presidente de Tancredo Neves, nas eleições de 1985. Devido a morte de Tancredo, Sarney assumiu o cargo. Governou até 1989 e, a partir daí, apoiou a todos os presidentes, desde Fernando Collor de Mello à Dilma Rousseff. 

Um outro artigo do mesmo jornal, também publicado nesta sexta-feira (27), intitulado "un dulce veneno', sua desistência do Senado não quer dizer que ele deixará de ser influente na política visto que é "uma dessas pessoas que tem em seu sangue o doce veneno da política e do gosto pelo poder", analisa o periódico. 

Tags: joão goulart, Maranhão, PMDB, presidente do brasil, Roseana Sarney, sarney, senado, tancredo neves, vida política

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.