Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

País

Protesto bloqueia acesso ao Palácio dos Bandeirantes

Agência Brasil

Cerca de 200 pessoas, de acordo com a Polícia Militar (PM), estão em frente ao Palácio dos Bandeirantes para protestar contra a prisão do funcionário Fábio Hideki Harano, detido na última segunda feira (24) durante uma manifestação contra os gastos da Copa do Mundo. Professores universitários, que estão em greve desde o dia 27 de maio, também participam do ato.

Segundo a PM, 60 oficiais da Tropa de Choque estão no local, mas o protesto transcorre de forma pacífica.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os manifestantes ocupam as duas pistas da Avenida Morumbi. Agentes da CET estão orientando os motoristas e desviando o trânsito. A manifestação começou com um bloqueio na entrada principal (Portaria 1) da Universidade de São Paulo (USP) às 6h40, com 40 pessoas.

Fábio é servidor da USP e integrante do Conselho Diretor do Sindicato dos Trabalhadores da instituição.

Além do movimento que bloqueia o acesso à universidade, outro protesto em defesa de Fábio e do professor de inglês Rafael Marques, também detido durante o ato Se Não Tiver Direitos Não Vai Ter Copa, está previsto para ocorrer à tarde na Avenida Paulista.

Além das prisões, os movimentos criticam o uso da condução coercitiva para garantir que os integrantes do Movimento Passe Livre (MPL) prestem depoimento no inquérito aberto pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais para apurar a violência nas manifestações. O MPL também convocou um protesto contra o inquérito para a próxima terça-feira (3).

Tags: Brasília, interdição, manifestação, protesto, via

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.