Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

País

Sindicato cancela protesto por medo de violência da PM em SP

Portal Terra

O Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp) cancelou um protesto organizado para ocorrer em frente ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, na capital paulista, por medo de que a manifestação fosse reprimida com violência pela Polícia Militar. O grupo pede a libertação de Fábio Hideki Harano, funcionário da USP preso na segunda-feira durante um Ato Contra a Copa suspeito de portar explosivos.

Segundo Magno de Carvalho, diretor do Sintusp, os manifestantes do sindicato saíram de outro protesto, na Assembleia Legislativa – que pedia mais verba para as universidades estaduais – e se dirigiram ao CDP em três ônibus. O grupo, afirma Carvalho, foi seguido por três viaturas da PM, e o advogado do sindicato ainda ligou para alertar que a Tropa de Choque se dirigia ao local.

O diretor do sindicato afirma que até mesmo os funcionários do CDP alertaram para a violência – inclusive contra Harano. “Disseram para os companheiros: ‘olha, vocês vão se dar mal com a Tropa de Choque, e o Fábio vai se ferrar aqui nesse CDP, porque esse aqui é um CDP do PCC (...) e o PCC não vai querer confusão aqui na porta’”, diz.

Carvalho diz que, diante das ameaças de violência e da grande presença da polícia, o grupo decidiu sair do local antes mesmo de começar a manifestação. O sindicato afirma que testemunhas e um vídeo indicam que Harano não portava nenhum explosivo. “A única coisa que foi encontrada foi um vidro de vinagre (...) não tinha nada". 

Tags: Atos, manifestações, rua, s vandlaismo, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.