Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

País

Dilma: Demos de goleada nos pessimistas que pensavam que não haveria Copa

Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff avaliou como positiva a forma como o Brasil tem conduzido a Copa do Mundo até o momento. Segundo ela, os voos sem atrasos, as recepções nos hotéis e os estádios prontos são a prova da capacidade dos brasileiros de promover um evento como este.

Ao discursar durante a Convenção Nacional do PROS, Dilma disse que o povo brasileiro possui uma imensa capacidade de ser hospitaleiro, e mesmo com a barreira da língua é capaz de se aproximar dos turistas e “dar explicações, apoiar, ajudar e receber com todo carinho”. Segundo ela, o êxito desta Copa é mérito, não do governo federal, “mas dos brasileiros, de assumir um evento extremamente complexo em 12 cidades, num país continental”.

“O que vemos são voos sem atrasos, hotéis recebendo turistas, vemos festa e segurança”, afirmou Dilma. Ela comemorou a classificação do Brasil para as oitavas de final do Mundial, dizendo que a seleção brasileira venceu seus desafios e derrotou o pessimismo.

A presidente voltou a falar de pessimismo para elogiar a organização da Copa e dizer que errou quem pensava que o evento não ocorreria. “Nós, brasileiros, demos de goleada no pessimismo, nos pessimistas que pensavam que não haveria Copa. Os estádios estão prontos, e neles as torcidas comemoram os 109 gols desta Copa. O Brasil se coloriu de verde e amarelo, e por toda parte foi enterrado o 'Não Vai Ter Copa': nas ruas, nos estádios e nas fan fests”, disse, em referência aos espaços chamados Fifa Fan Fest, organizados nas 12 cidades-sede do Mundial.

Mais cedo, por meio de sua conta pessoal no Twitter, a presidente disse que os jogadores demonstraram garra no jogo de ontem, contra Camarões, e se diz confiante no próximo confronto. “O time de Felipão mostrou garra, talento e determinação. Estamos, todos, confiantes em mais uma grande exibição contra o Chile, no sábado”, escreveu.

Em relação à decisão de hoje, do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que aprovou a contratação direta da Petrobras para produzir, sob regime de partilha, os volumes excedentes do processo de cessão onerosa de petróleo, em quatro áreas do pré-sal, a presidenta salientou que a área a ser explorada pela empresa estatal será maior do que a do Campo de Libra, e terá capacidade para produzir de 10 a 14 bilhões de barris de óleo equivalente.

“A Petrobras passa a ter para explorar uma quantidade de petróleo extremamente significativa, o que transformará a empresa em uma das maiores, com reserva de petróleo, do mundo”, disse ela.

 

Tags: apoio, convenção, dilma, nacional, partido

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.