Jornal do Brasil

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

País

PSTU confirma Zé Maria como candidato à presidência

Claudia Durans, ativista em movimentos pró-educação, será sua vice

Jornal do Brasil

Na convenção do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU), que aconteceu esse sábado (14), em São Paulo, Zé Maria foi oficializado como candidato à presidência pelo partido nas eleições presidenciais de outubro. Com a presença de cerca de 500 pessoas de várias regiões do Brasil, a convenção aconteceu no Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal (Sinpeem)

Esta é a quarta vez que ele tenta se eleger. A ativista em movimentos pró-educação, Cláudia Durans, será sua vice. Zé Maria vê a união como uma grande representatividade do brasileiro "Sou operário metalúrgico e a Cláudia é uma mulher batalhadora, negra. E nós achamos que uma chapa composta por um operário e uma mulher negra é uma expressão fiel do que é a classe trabalhadora”, declarou o candidato em seu discurso. 

Zé Maria tenta se eleger como presidente pela quarta vez
Zé Maria tenta se eleger como presidente pela quarta vez

O partido defende as mesmas pautas das reivindicações populares de rua. Para Zé Maria, é uma obrigação da esquerda apresentar uma alternativa aos trabalhadores e setores oprimidos nestas eleições.  Segundo o operário, os atuais governos, seja do PT, PSDB ou PMDB, não atenderam e nem atenderão as reivindicações expressadas nas ruas e nas lutas em curso.

"O que fizeram na Copa é uma demonstração simbólica das escolhas desses governantes. Foram mais de 30 bilhões de reais para a Fifa, empreiteiras e grandes empresas, enquanto os hospitais no país estão caindo aos pedaços, não tem investimentos na educação, faltam moradias e condições ao povo pobre", discursou.

 "É possível sim usar a riqueza produzida no país para atender as necessidades dos trabalhadores. Apresentaremos um projeto que atenda isso. É preciso ter coragem para romper com o imperialismo, banqueiros e grandes empresários e, governar, de fato, para os trabalhadores e o povo", complementa Zé Maria.

 A candidata à vice-presidente Claudia Durans destacou a repressão e o processo de criminalização que os governos deram como resposta às reivindicações das ruas. Diante do aumento da violência policial e dos assassinatos na periferia, Claudia falou da necessidade da luta contra o racismo, o machismo e a homofobia. "Nossa candidatura não deixará de fazer esse debate e enfrentar essa situação", disse.

 Após a Convenção, o PSTU realizará, na parte da tarde deste sábado e no domingo, dia 15, o Seminário Nacional de Programa “Nas ruas, nas lutas e nas greves, construir um Brasil para os trabalhadores”. O objetivo é reunir os movimentos sociais e intelectuais de esquerda para construir, junto com o PSTU, um programa socialista para o Brasil.

Tags: candidatura, claudia durans, Eleições, manifestações, presidência, PSTU, Zé Maria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.