Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

País

OAB qualifica Joaquim Barbosa de justiceiro e diz que ele já vai tarde

Jornal do Brasil

O presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB e da Comissão da Verdade do Rio de Janeiro, Wadih Damous, criticou com veemência a atitude do presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, de expulsar e destratar o advogado de defesa  Luiz Fernando Pacheco durante a sessão Plenária desta quarta-feira.  

Para Damous, a atitude é "mais um episódio de arbítrio e prepotência" do presidente da Corte.  E acrescenta: "já vai tarde, muito tarde". Joaquim Barbosa entrará com o pedido de aposentadoria até o final do mês.

Segue o comentário de Wadih Damous sobre a atitude de Joaquim Barbosa:

"Mais um episódio de arbítrio e prepotência do Presidente do Supremo Tribunal Federal. Agora, em episódio sem precedentes naquele tribunal, o justiceiro expulsa e destrata um advogado de defesa que, cumprindo a sua missão constitucional, exigia que um recurso por ele interposto fosse apreciado, já que ao presidente da corte compete pôr os recursos de agravo em pauta. O Sr. Joaquim Barbosa, como um agente das trevas, entende que a pena é ato de vingança. E assim agiu o tempo todo no julgamento desse processo. A chegada do dia de sua aposentadoria parece durar uma eternidade".

 

Tags: advogados, barbosa, brasil, Ordem, saída

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.