Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

País

BBC: Justiça apreende eletrônicos de pessoas que teriam difamado Aécio Neves

Reportagem revela que mandados de busca foram emitidos após senador pedir investigação

Jornal do Brasil

A BBC Brasil publicou uma reportagem nesta quarta-feira (11) relatando que a Justiça do Rio de Janeiro apreendeu eletrônicos de pessoas que teriam difamado o senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato à presidência. O Ministério Público do Rio de Janeiro determinou nesta quarta-feira a execução de mandados de busca e apreensão contra seis pessoas, com o objetivo de recolher de suas casas computadores, pen-drives, câmeras fotográficas e outros aparelhos eletrônicos.

Segundo a matéria, os mandados foram emitidos após pedido de investigação feito pelo próprio senador. A assessoria de Aécio confirmou à emissora o pedido, mas negou ter requerido a "invasão" de residências. "Um grupo de sete oficiais revirou minha casa toda. Levaram um computador, chip da máquina fotográfica, um pen drive e dois HDs externos, tudo material de trabalho. Não entendo o motivo e não tenho nada a ver com o Aécio. Eu nunca posto nada de política em rede social. Tenho amigos muito engajados que não sofreram abuso desse tipo. Eu não faço parte do eleitorado dele, mas nunca difamei ninguém", contou a jornalista Rebeca Mafra.

A BBC teve acesso a um mandato de busca e apreensão e ao processo movido pelo senador. De acordo com o texto, foi pedida a investigação de supostos crimes contra a honra de Aécio "através da colocação de comentários de leitores em sites de notícias". Ainda segundo o processo, os autores dos supostos comentários teriam a intenção de "alterar os resultados dos mecanismos de buscas na internet (por exemplo, o site Google), fazendo com que tais páginas - ainda que substancialmente irrelevantes - alcancem destaque nos resultados das pesquisas eletrônicas".

Tags: Aécio, apreensão, bbc, busca, computadores, Críticas, Eleições, investigação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.