Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

Clima de Copa leva Câmara a cancelar debates com dois ministros

Agência Brasil

A um dia da abertura da Copa do Mundo, o Congresso Nacional já está em ritmo de Mundial. Na Câmara dos Deputados, quase todas as sessões e audiências públicas marcadas para hoje (11) foram suspensas, e os corredores estavam praticamente vazios na manhã desta quarta-feira (11), dia da semana que, tradicionalmente, concentra a maior parte das atividades legislativas.

Debates com os ministros Arthur Chioro, da Saúde, e Tereza Campello, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que estavam previstos para a Câmara, foram cancelados e as sessões de votação nas comissões permanentes da Casa, como a de Constituição e Justiça, não ocorreram por falta de quórum.

No plenário, a expectativa é que as votações só sejam retomadas depois dos jogos, já que a pauta está trancada por causa de divergências em torno do projeto (PDC 1.491/14) que anula os efeitos do decreto presidencial sobre a Política Nacional de Participação Social.

O recesso oficial do Congresso (Câmara e Senado) em função da Copa está marcado para o meio-dia de amanhã (12), quando todas as atividades serão suspensas e as portas fechadas até a retomada dos trabalhos na sexta-feira (13), dia que, normalmente, já é marcado por um ritmo mais lento no Parlamento.

De acordo com os responsáveis pelo Departamento de Polícia Legislativa (Depol) da Câmara, a partir das 12h, a segurança da Casa ficou a cargo de um grupo de agentes escalados em regime de plantão. Outros agentes estarão de sobreaviso e poderão ser acionados se houver qualquer ameaça à estrutura da Câmara. O efetivo de agentes, que, se for necessário, terão apoio da Polícia Militar, não foi informado por questões de segurança. O efetivo total do Depol é de 220 servidores que se revezam em dias normais divididos em grupos de 120 a 130 agentes.

Os responsáveis pela segurança da Casa não acreditam em manifestações nas proporções dos protestos populares que ocorreram no ano passado. O temor de autoridades de segurança em toda a Esplanada dos Ministérios é com grupos menores, que têm alvos de ataques específicos, mas, na Câmara não há clima de preocupação. Como prevenção, o Depol determinou que alguns agentes fiquem nas redondezas da rodoviária central de Brasília, onde há previsão de um protesto, para que possar avisar aos demais agentes se houver movimentação na direção do Congresso, que fica a poucos quilômetros de distância do local.Durante o período da Copa, nos dias em que os jogos ocorrerem em Brasília, como nos dias 23, 26 e 30 de junho, a visitação ao Congresso estará fechada. “Decidimos seguir o expediente da Câmara”, explicou a chefe do serviços de Relações Públicas da Casa, Déborah Achcar. Segundo ela, o esquema de visitações para o Mundial vem sendo planejado desde 2011 quando os setores responsáveis por visitações institucionais de vários órgãos que funcionam em Brasília começaram a definir estratégias para facilitar e padronizar este tipo de serviço na capital formando o grupo Viibra.

Nos dias de jogos da seleção brasileira em outras cidades-sede, as visitações ao Congresso serão feitas a cada 30 minutos em período reduzido, das 8h às 11h, mantendo os acompanhamentos em outros idiomas (inglês, às 9h30 e às 10h30, e espanhol, às 10h e às 11h).

As informações sobre esses passeios estão sendo divulgadas nos hotéis, restaurantes e centros de apoio aos turistas. No material distribuído aos visitantes, há também detalhes sobre atrações culturais previstas para o período da Copa no Congresso. Entre as atrações, estão os telões instalados para exibir imagens e dados sobre os parlamentos dos 32 países participantes do Mundia, a mostras Retratos da Brasilidade, com pinturas e fotos de festas culturais, fauna e flora e futebol, e a exposição permanente Congresso Nacional, cração e simbolismo.

Para as terças e quartas-feiras e para grupos com mais de 15 pessoas, em dias úteis, as visitas devem ser agendadas no Departamento de Relações Públicas e Divulgação da Câmara, pelos (61) 3216-1771 ou 3216-1772.

Tags: Branco, corredores, deputados, plantões, recesso, vazios

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.