Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Agosto de 2014

País

Paulo Roberto da Costa dá explicações sobre Pasadena e Abreu e Lima

Agência Senado

A CPI que investiga irregularidades na Petrobras começou a ouvir o depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto da Costa. O ex-executivo da estatal foi preso em março pela Polícia Federal, na Operação Lava Jato, que investigou esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Costa foi solto em maio, por uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e responde o processo em liberdade.

A comissão de inquérito já requereu ao STF e à 13ª Vara Federal de Curitiba toda a documentação sobre a operação policial, que levou 13 pessoas à prisão. Entre elas, o doleiro AlbertoYoussef.

Paulo Roberto Costa deve dar explicações sobre a compra da refinaria de Pasadena, que deu prejuízos à Petrobras e sobre denúncias de superfaturamento da construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco.

A CPI do Senado já ouviu o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli, o ex-diretor Nestor Cerveró e a atual presidente da estatal, Graça Foster. Os senadores já ouviram também o gerente-executivo Internacional, Luís Carlos Moreira da Silva, o diretor de Segurança Empresarial, Pedro Aramis de Lima Arruda, e o ex-diretor da Área Internacional Jorge Luiz Zelada.

Tags: depoimento, diretor, estatal, investigação, Petrobras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.