Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

País

Governo libera R$ 140 mil para socorro às vítimas das chuvas no Paraná

Agência Brasil

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, liberou R$ 140 mil para a execução de ações de socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais no Paraná, atingido por fortes chuvas desde a semana passada. A portaria foi publicada na edição de hoje (10) do Diário Oficial da União.

Segundo o último boletim divulgado nesta terça-feira pela Defesa Civil estadual, dos 132 municípios atingidos pelo mau tempo, 79 estão em situação de emergência. Mais de 422 mil pessoas foram afetadas pelos temporais. Nove pessoas morreram, 30 ficaram feridas e seis estão desaparecidas devido às enxurradas. O número de pessoas desalojadas subiu para 12.957 e de desabrigadas, para 3.805. Mais de 8,4 mil residências foram danificadas.

O governo estadual tem executado obras de emergência para liberar as estradas afetadas pelas chuvas do fim de semana. Cinquenta equipes do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) trabalham para recuperar 56 trechos de rodovias destruídos. Já foram liberados 14 dos 70 pontos interrompidos em diversas regiões do Paraná. As equipes estão trabalhando na recuperação de estradas danificadas pela queda de barreiras e pelo excesso de água na pista.

Nessa segunda-feira (9), o Parque Nacional do Iguaçu registrou a maior vazão de água das Cataratas do Iguaçu em sua história. O volume de água foi 46 milhões de litros por segundo. A marca superou a vazão registrada em 1983, quando atingiu 35 milhões de litros por segundo. A vazão normal é 1,5 milhão de litros por segundo.

Segundo o Instituto Tecnológico Simepar, não haverá chuvas significativas no estado até quinta-feira (12). A frente fria, que estava estagnada principalmente na região dos Campos Gerais, a mais prejudicada pelos altos níveis de chuva desde a última quinta-feira (5), começou a avançar para o oceano, em direção a São Paulo, na madrugada dessa segunda-feira, o que afasta o risco de novas enchentes.

De acordo com o Simepar, a tempestade que provocou sérios estragos foi um evento muito intenso. “Em termos de dados climáticos, a chuva de sábado (7) foi recorde no Paraná desde 1997”, disse a meteorologista Ana Beatriz Porto.

Tags: ajuda, desalojado, inundação, Sul, Verba

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.