Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

País

Caso Bernardo: quarto suspeito é indiciado por homicídio

Portal Terra

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou nesta sexta-feira Evandro Wirganovicz, quarto suspeito de participação no assassinato do menino Bernardo Boldrini, 11 anos, por homicídio doloso e ocultação de cadáver. Evandro já havia sido denunciado pelo Ministério Público (MP) pelo segundo crime.

Segundo a delegada regional Cristiane Moura, o relatório final sobre a participação de Evandro segue agora para o MP, que vai analisar o indiciamento para decidir se denuncia Evandro também por homicídio. 

“Nós não tínhamos feito a análise da participação dele ainda. Ele estava com a prisão temporária (decretada e em curso) por 30 dias para coleta de mais provas, e agora que a polícia se manifestou quanto à participação dele. Ele não havia sido indiciado por ocultação”, diz a delegada.

Evandro é irmão de Edelvania Wirganovicz, também presa suspeita de participação na morte. Além dos dois, também estão presos a madrasta de Bernardo, Graciele Ugolini, e o pai do menino, Leandro Boldrini.

O caso 

Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, desapareceu no dia 4 de abril, em Três Passos, depois de – segundo a versão da família - dizer ao pai que passaria o fim de semana na casa de um amigo.

O corpo do garoto foi encontrado no dia 14 de abril, em Frederico Westphalen, dentro de um saco plástico e enterrado às margens do rio Mico. Na mesma noite, o pai, o médico Leandro Boldrini, a madrasta Graciele Ugulini, e a assistente social Edelvânia Wirganovicz foram presos pela suspeita de envolvimento no crime.

Segundo a Polícia Civil, o menino foi dopado antes de ser morto, possivelmente com uma injeção letal.

Tags: crime, madrasta, menino, pai, RS

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.