Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

País

Em almoço no Rio, Aécio defende implantação de UPPs em todo o país

Portal Terra

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves (PSDB-MG), defendeu nesta quinta-feira no Rio de Janeiro a implantação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em todas as regiões metropolitanas do Brasil. O senador participou de um almoço em que foi lançado oficialmente o movimento “Aezão”, que defende o apoio do PMDB do Rio à candidatura do tucano à Presidência em troca de Aécio subir em palanques com o governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, que quer se manter no cargo.

No Rio, o PMDB está rachado: parte apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff e parte quer Aécio presidente, rompendo a aliança com o PT, o que complica o cenário nacional, em que PT e PMDB são aliados. O nome “Aezão” representa a junção das palavras Aécio e Pezão. Pezão não compareceu ao evento.

“Vamos aprimorar as UPPs. Vamos levar também o desenvolvimento econômico e social, pois só assim teremos a paz definitiva”, disse Aécio, elogiando a política de segurança do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

No almoço, o presidente do PMDB no Rio, Jorge Picciani, defendeu a “alternância de poder”, apesar de fazer campanha para Pezão, que busca permanecer no cargo. “A democracia se consolida com a alternância de poder, com a estabilidade da moeda, com crianças e adultos alfabetizados”, disse. O presidente do PMDB-RJ elogiou Aécio, mas evitou fazer críticas à gestão de Dilma. Coube ao filho de Picciani, o deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ), atacar a gestão de Dilma, afirmando que a Petrobras quebrou e que a inflação voltou. Jorge Picciani afirmou que Cabral é o candidato do PMDB ao Senado e elogiou o ex-governador.

O almoço reuniu cerca de mil pessoas de dez partidos (PMDB, PSDB, Solidariedade, PSD, PPS, PP, PPC, PSL, PMN e PEN), entre elas 58 dos 92 prefeitos do Estado do Rio de Janeiro, 54 deputados federais e estaduais, além de vereadores. No local do evento, um restaurante na zona sul, cartazes com fotos de Aécio e de Pezão foram colocados lado a lado, com um cartaz de “+” no meio, mas não havia imagens deles juntos.

Tags: Aécio, estadual, pezão, planalto, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.