Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

País

Com "invasão argentina", BH espera 384 mil turistas na Copa

Portal Terra

A cidade de Belo Horizonte, responsável por sediar seis jogos da Copa do Mundo, deverá receber 384 mil turistas durante o período do Mundial. A previsão foi feita pelo Ministério do Turismo, que também afirmou que os visitantes que entrarem no País pela capital mineira deverão gastar nada menos que R$ 695 milhões. Ao todo, a estimativa é que 3,7 milhões de pessoas estejam em trânsito pelo Brasil entre 12 de junho e 13 de julho e desembolsem R$ 6,7 bilhões.

Grande número desses turistas serão argentinos. Fanáticos por futebol, estima-se que 20 mil torcedores da seleção alviceleste “invadam” a capital mineira a partir deste sábado, já que os jogadores desembarcam no Aeroporto de Confins na segunda-feira, dia 9. Liderados pelo astro Lionel Messi, os atletas ficarão hospedados na Cidade do Galo, em Vespasiano.

Apesar da invasão dos bicampeões do mundo, a possibilidade de a Argentina fazer apenas um jogo em Belo Horizonte é grande. A única certeza é a partida contra o Irã, marcada para o dia 21, às 13h no Estádio do Mineirão. Se a equipe se classificar em primeiro do Grupo F, jogará as oitavas de final em São Paulo e não voltará mais a Minas Gerais. Porém, caso avance em segundo lugar e chegue à semifinal jogará na capital mineira.

Além disso, o ministério prevê que 80% dos turistas visitem, em média, mais três destinos diferentes. Se considerados os turistas que estarão em viagens com o objetivo principal de participar de eventos da Copa (jogos e Fan Fest), serão 1,9 milhão de visitantes, brasileiros e estrangeiros - e um desembolso direto de R$ 4,05 bilhões. Outros 1,8 milhão de visitantes estarão no País durante esse período do evento e devem movimentar R$ 2,64 bilhões – estes devem aproveitar localmente a festividade do mundial.

Barra-bravas 

Apesar de a PM de Minas Gerais ter feito um estudo para receber os fanáticos argentinos, o cônsul do país em Belo Horizonte, José Antonio Cafiero afirmou, em contato com o Terra, que não há preocupação por parte do consulado em relação à violência dos torcedores.

“Entendemos que todos os eventos serão tranquilos. Viremos para assistir ao jogo, para ver o jogo. Não prevemos nenhum tipo de incidente. São torcedores pacíficos. O consulado tem que ajudar todo turista argentino por qualquer emergência. Reforçamos nossa atividade consular principalmente na semana do jogo contra o Irã e aproveitamos esse evento para nos promover”, disse o cônsul.

A Federação Argentina de Futebol (AFA) também não está preocupada com os barra-bravas. Segundo a associação, a maioria dos treinos na Cidade do Galo serão fechados e não há nenhuma segurança especial. Além disso, de acordo com a AFA, o fato de a Cidade do Galo ficar isolada também ajudará para dar tranquilidade.

Tags: capital, invasão, MINAS, Mundial, turismo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.