Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

Seguranças agridem pacientes em hospital de Campina Grande

Portal Terra

Imagens da câmera de segurança do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, na Paraíba, flagraram seguranças agredindo um paciente em uma cadeira de rodas. O caso, que ocorreu em 2013, ganhou repercussão nesta semana. Segundo o hospital, o paciente foi procurar atendimento por dores na coluna, mas, por falta de documentos, não foi atendido. Diante da negativa, teve início uma confusão. As informações são do Jornal Hoje.

Durante o bate-boca, os seguranças começaram a agredir dois acompanhantes do paciente e, minutos depois, o cadeirante foi derrubado e arrastado pelo chão do hospital até a rua. "Chamaram o segurança e ele veio com total truculência, me arrancaram da cadeira de rodas e me levaram como se eu fosse um nada", disse a vítima.

O responsável pela segurança, major José Carlos Carvalho, alegou que os seguranças agiram em legítima defesa. "O sargento sofreu quatro socos, reagiu e deteve esse rapaz. (...) Cumpriram o dever deles”.

Um dos acompanhantes agredidos foi processado e condenado por desacato. Em outra denúncia, registrada na polícia há poucos dias, um rapaz de 18 anos acusa três policiais, que prestam serviço para o hospital, por agressão. Ele teria sido agredido após pedir uma cadeira de rodas para avó, que aguardava o atendimento.

O diretor do hospital, Geraldo Medeiros, condenou os dois casos, mas disse que os pacientes chegaram violentos. "Nada disso justifica esse tipo de atitude. A orientação dada aos seguranças é para que imobilizem essas pessoas e chamem a polícia". Três seguranças foram afastados e dois suspensos temporariamente.

Tags: agressão, hospitalar, Paraíba, unidade, vigias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.