Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

País

Após 41 dias, professores municipais encerram greve em SP

Portal Terra

Os professores municipais de São Paulo decidiram em assembleia nesta terça-feira encerrar a greve que durava 41 dias. A assembleia ocorreu em frente à Câmara Municipal e reuniu cerca de 3 mil docentes.

Os professores aceitaram a proposta apresentada pela prefeitura em reunião que começou às 14h de hoje. Segundo o presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo (Sinpeem), Claudio Fonseca, além do aumento de 13,43% aplicados em maio, a administração municipal ofereceu mais 15,38% de reajuste sobre os vencimentos de ativos e aposentados, divididos em três parcelas: 5,54% em maio de 2015; 3,74% em maio de 2016; 5,39% em novembro do mesmo ano.

A administração de Fernando Haddad (PT) ainda prometeu pagamento do prêmio por desempenho em junho; garantia da isonomia de ativos e aposentados, pagamento dos 41 dias de greve (com calendário de reposição); 15 minutos de intervalo para professores de creches e centros de educação infantil; 60 dias para que o governo debata e apresente uma proposta de melhoria das condições de trabalho, direitos de carreira, organização do ensino, funcionamento das escolas, saúde dos profissionais de educação e segurança.

Tags: haddad, magistério, retono, são paulo, Trabalho

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.