Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

País

Edinho, filho de Pelé, é condenado a 33 anos de prisão

Jornal do Brasil

O ex-goleiro do Santos Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, filho de Pelé, foi condenado a 33 anos de detenção por crime de lavagem de dinheiro, proveniente do tráfico de drogas, pela juíza Suzana Pereira da Silva, auxiliar da 1ª Vara Criminal de Praia Grande, no litoral de São Paulo. Edinho ainda pode recorrer da decisão, que foi tomada na sexta-feira (30).

Além do filho de Pelé, Clóvis Ribeiro, o ‘Nai’; Maurício Louzada Ghelardi, o ‘Soldado’; Nicolau Aun Júnior, o ‘Véio’; e Ronaldo Duarte Barsotti, o ‘Naldinho’, também foram condenadas pela mesma prática.

Edinho, ‘Soldado’ e ‘Véio’ devem entregar seus passaportes em, no máximo, cinco dias a partir da data em que forem intimados com a sentença da Justiça. 'Naldinho', desaparecido há mais de cinco anos, é considerado foragido. ‘Nai’ já está detido.

Edinho foi preso em 2005, em Santos, sob a acusação de ter ligações com Ronaldo Duarte Barsotti, o 'Naldinho', apontado pela polícia como um dos principais traficantes da região. Na ocasião, Edinho negou as acusações e declarou ser apenas dependente de drogas.

Ele obteve um habeas corpus e foi solto. Contudo, em 2006 o Ministério Público denunciou o ex-goleiro por lavagem de dinheiro, o que resultou em uma nova prisão. Em dezembro do mesmo ano, Edinho obteve a liberdade.

Tags: crime, Filho, pelé, prisão, tráfico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.