Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

País

Justiça dá prazo para conselheiro de tribunal paulista se defender

Agência Brasil

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) Robson Marinho terá prazo de 72 horas para apresentar sua defesa na ação em que o Ministério Público de São Paulo pede o afastamento dele do órgão. A decisão é da juíza Maria Gabriella Pavlopoulos Spaolonzi, da 13ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo.

Na semana passada, o Ministério Público pediu o afastamento de Robson Marinho por causa da suspeita de recebimento de propina para atuar em favor da empresa francesa Alstom. A ação cautelar foi proposta com base em investigação iniciada em 2008, reforçada com documentos da Suíça, recebidos recentemente pelo Ministério Público.Segundo o promotor Sílvio Marques, a Justiça suíça já confirmou, em duas instâncias, que Marinho movimentou cerca de US$ 2,7 milhões em contas offshore.

Agência Brasil entrou em contato com o escritório de Celso Vilardi, advogado que defende o conselheiro do TCE, para comentar a decisão judicial, mas foi informada de que ele não se encontra em São Paulo. 

Tags: fazenda, marinho, propina, pública, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.