Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

Curitiba cria força especial da PM para atuar na Copa do Mundo

Agência Brasil

Uma força especial da Polícia Militar vai atuar durante a Copa do Mundo em Curitiba. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o efetivo vai usar boinas azuis e uma identificação diferenciada no braço: policiais que tiverem uma imagem da bandeira da Inglaterra no uniforme poderão se comunicar em inglês e os que tiverem uma bandeira da Espanha poderão fazê-lo em espanhol. Também está prevista a atuação de equipes formadas por policiais que falam outros idiomas para dar apoio em ocorrências que envolvam turistas estrangeiros. Esse efetivo estará posicionado em locais como o Aeroporto Internacional de Curitiba, a Arena da Baixada, a Fan Fest e as estações rodoferroviárias.

A operação policial para a Copa do Mundo em Curitiba deverá funcionar entre os dias 23 de maio e 18 de julho, atendendo a uma portaria do Ministério da Justiça e à Lei Geral da Copa.

Dentro da Arena da Baixada, a segurança ficará a cargo da Federação Internacional de Futebol (Fifa), mas policiais integrantes da segurança pública do Paraná também estarão no estádio para atuar quando a segurança privada não for suficiente para atender as ocorrências.

Já nos pontos turísticos, hotéis e centros de treinamento, a segurança será feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), pelo Batalhão de Polícia Militar de Trânsito, pela Guarda Municipal de Curitiba e pela Guarda Municipal de São José dos Pinhais (PR). Na Fan Fest, a segurança vai envolver a participação de dezenas de unidades de força pública, mas a primeira resposta a uma ocorrência será feita pela segurança privada, seguida pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar, respectivamente.

Nas estações-tubo (paradas de ônibus) e no transporte coletivo de forma geral, haverá reforço de policiais da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

As forças de segurança pública do Paraná também estão preparadas para agir em caso de manifestações. Se forem pacíficas, informou a secretaria, os policiais estarão presentes apenas para garantir o direito do cidadão de se manifestar. Caso resultem em violência, vandalismo ou depredação do patrimônio público, “as forças de segurança vão agir para garantir a ordem”, informou o órgão.

Mais de 40 instituições de segurança pública, Defesa Civil, de saúde, secretarias e agências das três esferas de poder (federal, estadual e municipal) ajudaram no planejamento das ações e vão atuar em Curitiba durante a Copa com base no Centro Integrado de Comando e Controle Regional. Segundo a secretaria, não haverá necessidade da atuação da Força Nacional de Segurança Pública em Curitiba durante a Copa.

Em caso de emergência ou de ocorrências que necessitem da atuação da polícia, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná alerta para que o cidadão utilize o telefone 190, número de atendimento da Polícia Militar em todo o país. A secretaria informou que os números de emergência utilizados nos Estados Unidos (911) e na Europa (112) também foram habilitados e vão funcionar durante a Copa sendo direcionados para a Central de Atendimento do 190.

Caso um turista estrangeiro seja vítima de algum crime, deve procurar a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe), localizada na Rua Martim Afonso, 280, bairro São Francisco, em Curitiba. Já os turistas brasileiros devem recorrer ao 3º Distrito Policial, localizado na Rua Solimões, 1.640, no bairro Mercês, também em Curitiba. Haverá também um centro de atendimento ao turista em Foz do Iguaçu (PR), cujo endereço é Avenida Paraná, 1.199, no Jardim Polo Centro. Segundo a secretaria, policiais bilíngues (espanhol, inglês ou francês) vão atender aos turistas 24 horas por dia.

Tags: brasil, Copa, reforço, segurança, Sul

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.