Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País

Graça Foster volta ao Senado para explicar denúncias na Petrobras

Agência Senado

A presidente da Petrobras, Graça Foster, iniciou há pouco seu depoimento na CPI da Petrobras. É a segunda vez que a principal executiva da estatal explica aos senadores denúncias de irregularidades na empresa, como as relativas à compra da refinaria de Pasadena, nos EUA.

Em abril, ela falou às comissões de Assuntos Econômicos e de Fiscalização e Controle, onde admitiu que a refinaria "não foi um bom negócio". Na ocasião, ela foi questionada por 27 senadores durante seis horas.

Graça Foster é a terceira pessoa a depor na CPI. Na semana passada, o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró assegurou que não enganou Dilma Rousseff ao omitir cláusulas em documento sobre a compra de Pasadena.

Outro a depor foi o ex-presidente da petrolífera Sérgio Gabrielli, que ffez questão de isentar a presidente Dilma Rousseff, então presidente do Conselho de Administração da estatal, de qualquer responsabilidade individual pelo fechamento do contrato.

A reunião desta terça foi aberta pelo presidente Vital do Rêgo (PMDB-PB) com a aprovação de requerimentos, entre eles o de convocação do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, pego na operação Lava Jato da Polícia Federal.

Nesta terça-feira, o presidente do Senado, Renan Calheiros, deve confirmar os últimos nomes para a instalação de uma CPI Mista, com a participação de deputados e senadores.

Tags: cpi, estatal, investigação, Petróleo, presidente

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.