Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

País

MPF denuncia nove pessoas por tráfico internacional de drogas

Portal Terra

O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou nove pessoas por tráfico internacional de drogas e associação para o crime. Uma delas também poderá responder por contrabando de armas. O grupo exportava, para a Europa, cocaína vinda de países vizinhos ao Brasil. A droga era transportada até o Estado de São Paulo, de onde saía via Porto de Santos.

Sete dos acusados já estão presos preventivamente, um está foragido e outro é de nacionalidade portuguesa. As prisões ocorreram em março durante a chamada Operação Hulk da Polícia Federal.

O inquérito aponta que dois dos denunciados eram responsáveis pela compra da cocaína possivelmente na Bolívia e no Paraguai. Eles negociavam a droga no Brasil com outros dois envolvidos. A estes estariam subordinados mais quatro criminosos, aos quais cabia auxiliar no transporte e na armazenagem do produto e na remessa da carga em contêineres pelo Porto de Santos. Na Europa, um receptor atuava na conclusão do processo de exportação.

Apreensão 

As investigações começaram em maio de 2013, quando, a partir de uma denúncia anônima, um caminhão foi interceptado na rodovia Raposo Tavares, em Cotia, na região metropolitana de São Paulo. Nele, os policiais encontraram 293 quilos de cocaína, dois fuzis automáticos, 17 pistolas semiautomáticas e munição. Na ocasião, duas pessoas foram presas. Ao longo da apuração, outras duas interceptações foram feitas no interior do Estado e no porto. Após as três ações, mais de 500 quilos da droga foram retidos.

“A significativa quantidade de drogas e armas apreendidas denotava claramente a existência de um grupo de pessoas (articuladas entre si) a financiar, dar suporte e a beneficiar-se diretamente daquela traficância, no que aquelas duas pessoas presas não passavam de meras transportadoras (ou 'mulas') dos bens ilícitos apreendidos”, diz a denúncia.

O MPF pede que os denunciados sejam condenados segundo o que está previsto nos artigos 33 e 35 da Lei 11.343/06, que define crimes relacionados ao tráfico de drogas. Por se tratar de tráfico internacional, o MPF quer que a pena seja aumentada de um sexto a dois terços.

Tags: federal, Ministério, prisões, público, tráfico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.