Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

País

Dilma envia ao Congresso proposta de participação popular na reforma política

Presidente fez o anúncio durante o Congresso da União da Juventude Socialista

Jornal do Brasil

Em discurso no 17º Congresso da União da Juventude Socialista, neste sábado, em Brasília, a presidente Dilma Rousseff anunciou que encaminhou ao Congresso Nacional uma proposta de participação popular no processo de reforma política. “Encaminhei ao Congresso uma proposta de participação popular para que todos possam participar do processo de reforma política. Estou convencida que sem a força da participação popular não teremos a reforma política que o Brasil exige e necessita”, disse.

Dilma também ressaltou a importância da educação no processo de desenvolvimento do país, e mencionou vários programas do governo na área, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A presidente citou ainda o êxito do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas inscrições alcançaram o recorde de 9,5 milhões.

Dilma abordou também a Copa do Mundo, e reafirmou que o Brasil fará a Copa das Copas. “Tenho certeza que o país fará a Copa das Copas. Tenho certeza da nossa capacidade e do que fizemos. Tenho orgulho das nossas realizações, não temos do que nos envergonhar e não temos o complexo de vira-latas, tão bem caracterizado por Nelson Rodrigues se referindo aos eternos pessimistas de sempre. Sei que vocês estão engajados na defesa da nossa Copa. Vamos mostrar a melhor Copa de todos os tempos”, acrescentou.

>> Aldo rebate Ronaldo: "Ele chutou contra o próprio gol"

As palavras da presidente foram uma alusão indireta às declarações do ex-jogador Ronaldo que, em entrevista a uma agência de notícias, disse que se sentia envergonhado com os atrasos nas obras do Mundial. 

Dilma falou a uma plateia de cerca de dois mil jovens vindos de vários estados. A organização apoia a reeleição da presidente, que foi recebida com gritos como “não tem Aécio, nem Eduardo, eu estou com Dilma e não mudo de lado” e “vai ter Copa, vai ter tudo, só não vai ter segundo turno”.

Tags: . df, CONGRESSO, evento, presidente, socialistas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.