Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

País

Apesar de negociação, duas garagens amanhecem fechadas em SP

Agência Brasil

Duas garagens da Viação Santa Brígida, que opera 80 linhas das zonas norte e oeste da capital paulista, amanheceram fechadas (22), mesmo após a negociação, nesta quarta-feira (21), na Superintendência Regional do Ministério do Trabalho, em que ficou acertado o retorno ao trabalho. 

De acordo com a São Paulo Transportes (SPTrans), a paralisação na garagem afeta o funcionamento do Terminal Pirituba. O atraso na saída dos ônibus da empresa Gato Preto, por volta das 5h, também dificultou a circulação de ônibus nesse terminal. O órgão informou, no entanto, que os outros 27 funcionam normalmente.

O Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) foi acionado para atendimento de quatro das 80 linhas. Segundo a SPTrans, foram escolhidos os principais trajetos, que estão sendo atendidos com 95 veículos. Com a saída dos carros da garagem da Gato Preto e a operação de emergência, os ônibus voltaram a circular em Pirituba. O terminal teve a atividade interrompida no início da manhã por não ter veículos disponíveis.

A negociação de ontem, que durou mais de três horas, teve a presença dos advogados dos sindicatos patronais, de representantes da prefeitura e dos trabalhadores. Motoristas e cobradores que estão insatisfeitos com o reajuste salarial aprovado em assembleia da categoria no dia 19 disseram que concordariam em retornar ao trabalho desde que a prefeitura intermediasse uma reabertura das negociações com os empresários.

A quarta-feira foi mais um dia de problemas para os paulistanos com o transporte público. No fim da manhã, o número de terminais chegou a 14. No início da noite, quase todos foram liberados. Apesar de parte da categoria permanecer em greve, algumas linhas voltaram a operar.

Tags: bloqueados, paralisação, rodoviários, SP, terminais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.