Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

País

Apesar de negociação, duas garagens amanhecem fechadas em SP

Agência Brasil

Duas garagens da Viação Santa Brígida, que opera 80 linhas das zonas norte e oeste da capital paulista, amanheceram fechadas (22), mesmo após a negociação, nesta quarta-feira (21), na Superintendência Regional do Ministério do Trabalho, em que ficou acertado o retorno ao trabalho. 

De acordo com a São Paulo Transportes (SPTrans), a paralisação na garagem afeta o funcionamento do Terminal Pirituba. O atraso na saída dos ônibus da empresa Gato Preto, por volta das 5h, também dificultou a circulação de ônibus nesse terminal. O órgão informou, no entanto, que os outros 27 funcionam normalmente.

O Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) foi acionado para atendimento de quatro das 80 linhas. Segundo a SPTrans, foram escolhidos os principais trajetos, que estão sendo atendidos com 95 veículos. Com a saída dos carros da garagem da Gato Preto e a operação de emergência, os ônibus voltaram a circular em Pirituba. O terminal teve a atividade interrompida no início da manhã por não ter veículos disponíveis.

A negociação de ontem, que durou mais de três horas, teve a presença dos advogados dos sindicatos patronais, de representantes da prefeitura e dos trabalhadores. Motoristas e cobradores que estão insatisfeitos com o reajuste salarial aprovado em assembleia da categoria no dia 19 disseram que concordariam em retornar ao trabalho desde que a prefeitura intermediasse uma reabertura das negociações com os empresários.

A quarta-feira foi mais um dia de problemas para os paulistanos com o transporte público. No fim da manhã, o número de terminais chegou a 14. No início da noite, quase todos foram liberados. Apesar de parte da categoria permanecer em greve, algumas linhas voltaram a operar.

Tags: bloqueados, paralisação, rodoviários, SP, terminais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.