Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

País

Morre o arquiteto João da Gama Filgueiras Lima, o Lelé

Agência Brasil

Responsável por grandes obras espalhadas em várias cidades do país, pela implantação da Universidade de Brasília (UnB), além da Rede Sarah de hospitais, o arquiteto João da Gama Filgueiras Lima, o Lelé, morreu hoje (21), em Salvador, aos 82 anos, vítima de um câncer.

O arquiteto teve três filhas, Luciana, Adriana e Sônia. Luciana, que nasceu com paralisia cerebral, motivou Lelé a desenvolver trabalhos ligados à reabilitação dos movimentos, especialmente na Rede Sarah. Adriana é arquiteta e Sônia, jornalista.

Um dos mais conceituados arquitetos brasileiros, Lelé participou da construção de Brasília, ao lado Oscar Niemeyer. Na capital do país, assinou projetos como o do Instituto Central de Ciências, conhecido como Minhocão, na UnB, e do Quartel-General do Exército.

Em meio à construção de Brasília, Lelé inovou no uso de estruturas pré-moldadas. Ele se destaca em função de projetos desenvolvidos para hospitais, escolas, equipamentos urbanos e móveis hospitalares. É dele o projeto do Palácio Tomé de Sousa, sede prefeitura de Salvador, construída na década de 1980.

O corpo do arquiteto será velado em Salvador e depois virá para Brasília, onde será enterrado no Cemitério Campo da Esperança.

Tags: Brasília, construtor, hospitais, morte, rede

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.