Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Julho de 2014

País

Contag vê sucesso em mobilizações estaduais no 20º Grito da Terra

Agência Brasil

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Alberto Broch, considerou “muito positiva” a estratégia de realizar mobilizações em todos os estados na 20ª edição do Grito da Terra Brasil. Este ano, a confederação decidiu descentralizar as mobilizações. Em vez de organizar marcha apenas na capital federal, o movimento promove atos em todo o país.

“Até agora tem sido muito positivo. Mobilizamos cerca de 50 mil pessoas em 17 estados”, disse à Agência Brasil. Ele explicou ainda que a mudança ajudou a aproximar o movimento dos governos locais e também de moradores de vários municípios.

“Tivemos um sucesso muito grande não só para pressionar o governo, mas para alertar as populações locais sobre a importância da agricultura familiar”. Apesar dos bons resultados, a decisão sobre repetir ou não a estratégia no próximo ano ainda será discutida pela Contag.

Desde a semana passada, representantes da confederação negociam diferentes pautas com vários ministros. “A Contag sentou para negociar com 19 ministros de Estado. Tivemos vários momentos nas negociações: tensos, amenos, de esquentamento do debate, mas todos foram respeitosos”, segundo Broch. Um dos assuntos que, de acordo com ele, provocou tensão, foi a questão da habitação rural. “Precisamos de recursos, os projetos estão encaminhados e nem sempre o ministro tem uma resposta na hora”.

Amanhã (21), Broch e outros representantes da Contag se encontrarão com a presidenta Dilma Rousseff para obter resposta sobre a pauta de reivindicações entregue a ela ainda em abril. Dentre os mais de 300 itens, um dos pontos considerados mais relevantes é o Plano Safra do período 2014/2015, que inicia em julho e vai até junho do ano que vem. “Negociamos nos últimos 20 dias a construção do Plano Safra. Queremos melhorar as linhas de financiamento da agricultura familiar, e esperamos que a presidenta anuncie o melhoramento da garantia de renda desse setor”, acrescentou.

Tags: Atos, confederação, nacional, país, trabalhadores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.