Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

País

Dilma destaca a internautas que segurança no Enem é reforçada a cada ano

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff respondeu hoje (15) a perguntas de internautas sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e disse que o esquema de segurança do exame é melhorado a cada ano. A presidenta também defendeu a política de cotas raciais para o acesso ao ensino e alertou que os candidatos que fizerem inserções indevidas na prova de redação vão receber nota zero. O evento online, chamado de Face to Face com Dilma, pôde ser acompanhado pela página do Palácio do Planalto no Facebook. 

“Sabe por que para nós a segurança é importante? É porque, com ela, garantimos a isonomia do exame: todas as pessoas que participam têm igualdade de oportunidade”, registrou em uma das respostas. Dilma disse ainda que há um trabalho conjunto entre o governo federal e as secretarias de segurança dos estados, além da participação das áreas de inteligência da Polícia Federal e das Forças Armadas. Ela citou ainda o apoio da Polícia Rodoviária Federal e as Polícias Rodoviárias Estaduais no transporte das provas.

Na semana passada, o Ministério da Educação informou que a partir desta edição do exame haverá detectores de metais nos locais de prova para ampliar a segurança.

As cotas raciais foi outro tema tratado pela presidenta ao ser questionada se a medida não pode ser considerada racismo. Dilma defendeu a política de cotas.“Não. As cotas raciais integram as ações afirmativas necessárias para que superemos as consequências de 300 anos de escravidão e do racismo dela decorrente”, respondeu.

Durante o bate-papo um dos participantes citou o caso de uma redação de edição anterior do Enem em que o estudante escreveu um trecho de receita de macarrão instantâneo e obteve nota e perguntou se redações desse tipo ainda serão aceitas. A presidenta esclareceu que o edital do Enem passou a prever que qualquer inserção indevida fará com que a redação seja anulada.

"Quem, na sua redação, incluiu, de acordo com o edital, 'texto deliberadamente desconectado com o tema proposto'” terá sua redação anulada e, portanto, não poderá utilizar o Enem para acessar a universidade”, respondeu.

Ela destacou que o exame é uma forma democrática de garantir a todos mais oportunidades de acesso à universidade. “Com o Enem, você pode participar de um processo seletivo em 115 instituições de uma só vez. O objetivo é [promover] um processo de seleção que teste não só o conhecimento, mas também que avalie a capacidade analítica.”

A presidenta ainda esclareceu que é garantido às pessoas com deficiência condições diferenciadas na aplicação da prova do exame. Para isso, o tipo de deficiência deve ser informado no ato da inscrição e, em seguida, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) entrará em contato com o participante para obter mais informações sobre a melhor forma de atendê-lo.

O Face to Face com Dilma durou cerca de uma hora, registrou aproximadamente 380 comentários, 160 compartilhamentos e 430 curtidas. Durante a conversa de Dilma com os internautas houve momentos de descontração. Uma das participantes postou que já havia pedido três vezes que a presidenta a mandasse um beijo e não desistiria e, como resposta, a presidenta postou uma foto mandando o beijo. 

Tags: debate, ensino, Facebook, perguntas, presidente

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.