Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

País

Temer sobre campanha do medo: "nada se cria, tudo se copia"

Portal Terra

Presidente de honra do PMDB, o vice-presidente Michel Temer, viu com curiosidade as inserções publicitárias do PT que usa o argumento do medo do passado como argumento de enfrentamento aos rivais nas urnas. Na avaliação dele, a campanha deste ano deve ser “mais aguerrida”.

“Eu acho que é uma coisa curiosa. Nem diria que é do PT, é um pouco da cultura. Quando se chega na época eleitoral, ele está reeditando uma coisa que já foi feita no passado. Você vê que na natureza nada se cria, tudo se copia, então realmente temos essa cultura”, disse Temer.

“Quando se chega à campanha eleitoral acontecem essas coisas. Agora o eleitor hoje examina as candidaturas. Então o que vai valer é o momento da campanha eleitoral, quando os candidatos vão se apresentar e vão apresentar seus programas e a presidente Dilma tem muito a dizer e aí é que o eleitor vai decidir”, acrescentou.

Ontem, começaram a ser veiculadas na televisão peças publicitárias do PT sobre os “fantasmas do passado”. Nessas inserções, são apresentadas várias áreas consideradas de sucesso pelos governos petistas como a criação de emprego e os programas sociais e educacionais. A estratégia publicitária se assemelha à campanha do PSDB em 2002, quando o então candidato Geraldo Alckmin, adotou tom semelhante. À época, a publicidade foi estrelada pela atriz Regina Duarte.

Apesar da tendência de comparações com o passado (pré-governo Lula), Temer disse não ter “ilusões” de que a corrida presidencial será disputada. “Eu acho que vai ser mais aguerrida. Mais disputada, mais aguerrida. Mas toda campanha é uma campanha disputada. A anterior também foi muito disputada. Nós não temos ilusões quanto a isso”, avaliou.

Tags: eleitoral, gratuita, inserções, propaganda, PT

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.