Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

País

Moreira diz que aeroporto do Galeão está pronto para a Copa

Agência Brasil

A um mês da abertura da Copa do Mundo do Brasil, o ministro-chefe da Aviação Civil, Moreira Franco, disse hoje (12) que o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Antônio Carlos Jobim/Galeão está preparado para receber os turistas e as delegações de esportistas que participarão da Copa do Mundo.

Nesta segunda-feira (12), a Secretaria de Aviação Civil (SAC) fez simulações no aeroporto, com a finalidade de testar a forma e o tempo de deslocamento dos organizadores, jogadores de futebol e turistas, desde a chegada dos aviões até a alfândega. Cerca de 30 funcionários da Base Aérea do Galeão representaram a delegação da Holanda e fizeram o percurso que os estrangeiros farão quando chegarem ao Rio de Janeiro. A ação durou menos de uma hora e foi considerada um sucesso pelos organizadores.

De acordo com o ministro, o Terminal 2 do aeroporto do Galeão está melhor preparado, estruturalmente, do que o Terminal 1, mas o Galeão não vai precisar de reparos antes da abertura da Copa do Mundo, que acontece no dia 12 de junho na Arena Corinthians, popularmente conhecido como Itaquerão, em São Paulo.

“Nós já resolvemos os problemas que a Infraero [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária] teve. A nossa obrigação é garantir qualidade de serviço adequado aos passageiros, e isso será garantido aqui. O novo concessionário [Aeroportos do Futuro – formado pelas empresas Odebrecht e Changi] já está apresentando o programa de intervenção física e tecnológica no aeroporto para que nós possamos ter o aeroporto do Galeão comparado aos melhores aeroportos do mundo”, completou.

O ministro explicou que os testes fazem parte do planejamento feito pelo Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero). Ele afirmou que, até agora,  todos os aeroportos analisados pela comissão foram aprovados.

Os próximos aeroportos que serão visitados e testados pela Conaero são: Confins e Pampulha, em Minas Grais; Santos Dumont, no Rio de Janeiro; Guarulhos, Ribeirão Preto e Viracopos, em São Paulo; Manaus, no Amazonas; Brasília, no Distrito Federal; Cuiabá, no Mato Grosso; e São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte.

Tags: 2014, atrasos, brasil, Mundial, terminais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.