Jornal do Brasil

Terça-feira, 25 de Novembro de 2014

País

Em Portugal, Ney Matogrosso critica Bolsa Família e Copa

Músico destacou "enorme" desconforto" da população com a Copa do Mundo deste ano

Portal Terra

O músico Ney Matogrosso teceu um panorama crítico sobre o Brasil contemporâneo em que criticou o governo e denunciou o "enorme" desconforto" da população com a Copa do Mundo. Um dos alvos principais das críticas do artista foi o aumento da classe média do País e o programa Bolsa Família, que, na sua opinião, se resume a tirar pessoas "da extrema miséria para a pobreza enorme".

Para Matogrosso, entrevistado de um programa da televisão portuguesa RTP, "(a população sente um) enorme desconforto, pois o governo está gastando bilhões de reais para fazer esses estádios de futebol, que muitos serão elefantes brancos, porque nunca mais haverá nada lá". Ele denunciou o que considera ser a falta de investimentos em serviços básicos, como a saúde e educação pública. "Como é que o povo pode estar satisfeito com isso, porque tudo é padrão Fifa? Então que seja padrão Fifa para o povo brasileiro, não para a Fifa."

Questionado pelo apresentador sobre as transformações sociais durante os governos do Partido dos Trabalhadores, o músico relativizou o entendimento de que milhões de pessoas tenham sido alçados à classe média. "A melhoria é essa, é esse Bolsa Família. (...) O que melhorou foi isso, que essa gente saiu da extrema miséria para a pobreza enorme." Ele também criticou o recente reajuste anunciado por Dilma ao programa.

Como ponto positivo, Ney Matogrosso vê o aumento da "consciência" do povo, graças ao que considera ser a visibilidade dos casos de corrupção no governo atual. "No PT é muito mais visível a corrupção, agora não estou dizendo que só o PT (é corrupto)", afirmou, completando que "todos são corruptos". Para ele, "a consciência (é uma coisa nova no Brasil), porque o escândalo é tamanho, que até essas pessoas passam para refletir".

Tags: Copa, músico, ney matogrosso, política, programas sociais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.