Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

País

Haddad anuncia piso de R$ 3 mil para professores e 3,5 mil vagas

Portal TerraThiago Tufano

O prefeito Fernando Haddad anunciou, na tarde desta sexta-feira, um projeto de lei que aumenta o piso salarial dos professores da rede municipal de ensino de São Paulo. O valor, que era de R$ 2,6 mil, passa a ser R$ 3 mil. Além disso, no fim deste mês a prefeitura abrirá 3,5 mil novas vagas na capital paulista para professores da educação infantil e ensino fundamental I. O projeto passará agora pro aprovação na Câmara dos Vereadores.

“São Paulo está tomando uma decisão importante de reajustar o piso do magistério. O salário inicial passa a ser, a partir do dia primeiro de maio, de R$ 3 mil por mês, que é um dos maiores do Brasil. Isso vai ter um rebatimento em toda carreira, que acaba sendo beneficiada. Após 25 anos de trabalho, por exemplo, uma professora estará recebendo em torno de R$ 8,8 mil. A carreira de São Paulo passa a ser uma das mais atraentes do Brasil”, disse o prefeito de São Paulo.

O secretário da Educação, Cesar Callegari, também participou do anúncio e disse que o reajuste também foi expandido para todos do “quadro da educação”, incluindo gestores. No caso dos supervisores, o piso passa de R$ 4.460 para R$ 5.146, enquanto o dos diretores aumentam de R$ 4.188 para 4.832. Já para os coordenadores pedagógicos, o piso vai de R$ 3.692 para R$ 4.260.

“Serão 71 mil profissionais. Essa iniciativa representa um enorme esforço orçamentário da prefeitura, em um ano que temos enfrentado dificuldades, mas sempre priorizamos a educação. A prefeitura está fazendo um investimento de R$ 622 milhões este ano. É um esforço grande que tem a preocupação de valorizar os profissionais do magistério e educação”, disse o secretário.

Já em relação às novas vagas par professores, Haddad afirmou que a previsão é que as inscrições sejam abertas já no dia 26 de maio. “É importante que os candidatos saibam o salário que passarão a receber. Serão 3,6 mil vagas preenchidas já com essa remuneração”, explicou Haddad.

“Estamos expandindo nossa rede. Estamos inaugurando escolas, etc e também para reposição de pessoal que se aposenta ou deixa a rede. O reajuste está sendo construído em um abono complementar. Isso só poderia acontecer porque estamos fazendo um ajuste para todo magistério”, explicou Callegari.

Tags: aumento, prefeito, professores, RENDA, são paulo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.